Dicas práticas de como parar de vender fiado na oficina

Autor: Gestão financeira
como parar de vender fiado

Em negócios de pequeno porte ainda é normal que se venda “no fio do bigode”, no intuito de ganhar ou manter o cliente. O mesmo ainda acontece com os serviços do mecânico. Mas você sabe quais são os riscos de agir assim?

O vendedor que vende com prazo para pagamento indefinido acredita que vai receber conforme o combinado. Resultado? Você realmente pode perder o dinheiro de vista. Por isso talvez esteja na hora de rever seus conceitos e saber como parar de vender fiado na sua oficina.

Para você não é problema o cliente não ter dinheiro para pagar na hora? Deveria ser. Sabe aquelas famosas plaquinhas em bares, lojas e restaurantes?

Promoção! Peça fiado e ganhe um não!

Fiado só para maiores de 90 anos acompanhados dos pais.

Fiado só amanhã.

É claro que elas têm uma razão de existir. De forma bem humorada, elas simplesmente avisam que fiado, de jeito nenhum!

Mas talvez você não se sinta à vontade para negar a “pendura” com medo de perder seus clientes mais fiéis, ou de nunca mais ver aquele cliente que acabou de chegar.

Neste caso, você está assumindo os riscos envolvidos. E se não quiser que isso aconteça, continue acompanhando nosso raciocínio.

Saiba como parar de vender fiado na sua oficina

Muitos mecânicos gostariam de saber como parar de vender fiado no seu estabelecimento, mas por diversos motivos acabam topando o negócio. Um grande problema para a oficina é você não saber dizer “não”.

Afinal, nem todos os clientes conseguem se programar para manter um fundo de reservas para imprevistos. Aí, quando o carro precisa de manutenção ou reparo eles não conseguem encaixar de forma confortável estes custos no orçamento.

Como resultado, a oficina fica sem receber.

A situação que já é ruim, pode piorar

Além da quebra no fluxo do caixa, você acaba tendo despesas extras, pois já investiu seu tempo, muitas vezes já pagou pelas peças usadas e vai ter que arcar com os custos fixos do seu estabelecimento, que são gerados havendo vendas ou não.

Sem contar que, sem a certeza de que esse dinheiro vem, você não consegue se planejar para o futuro, pode atrasar o pagamento das suas contas, e por aí vai, fazendo com que o problema vire uma grande bola de neve.

Diante dessa realidade, saber como parar de vender fiado deve estar entre as suas prioridades como empreendedor. Afinal, é melhor você perder uma venda ruim do que ficar no prejuízo, não é mesmo?

Como continuar recebendo os pagamentos a prazo de forma segura

A grande questão para quem deseja receber pelas vendas de um jeito seguro está em manter o profissionalismo.

Na prática, o melhor jeito para fazer isso é flexibilizando para o seu cliente as formas de pagamento.

Tenha opções variadas de pagamento

Hoje em dia, cada vez menos as pessoas andam por aí com dinheiro no bolso. Na maioria das vezes as compras são pagas no débito ou no crédito. É por isso que em quase todo o estabelecimento que a gente vai, se depara com uma maquininha de cartão.

Com elas, você passa a aceitar cartão de débito, de crédito e pode fazer parcelamento, e o seu cliente tem outras opções para poder pagar pelos seus serviços.

Ao fazer isso, além de não correr o risco de ficar sem receber, você acaba tendo um controle maior das suas vendas, não desperdiça seu tempo e nem seu dinheiro com cobranças.

Para não errar na escolha

Para resolver o problema de fechar um negócio e não receber pela venda não basta apenas adquirir uma maquininha. Afinal, você precisa ter a certeza de que não está caindo no conto do vigário.

Nem todas as maquinetas de cartão são adequadas para o seu nicho de mercado. A aquisição de muitas delas é bem burocrática, sem contar nas altas taxas e no longo tempo que você vai demorar para receber.

Por isso, se você está em busca da solução ideal, eu te convido a conhecer a PagueVeloz.

Como parar de vender fiado? Modernizando as formas de pagamento!

Já sabemos que diversificar as formas de pagamento é uma estratégia essencial para aumentar as vendas, especialmente parcelando o pagamento.

Entretanto, é preciso ter cautela com formas de pagamento ultrapassadas, como o famoso cheque-pré, pois se usado da maneira errada, se transformará em um verdadeiro convite ao calote. 

Você precisa encarar o fluxo de caixa de sua oficina como algo sagrado.

Além de toda a dor de cabeça causada pelos furos no caixa ao levar um calote, você desperdiça tempo e dinheiro com cobranças. É por isso que a inadimplência é um perigo que assombra qualquer negócio. E isso não livra sua oficina do mesmo problema de vender fiado.

O melhor mesmo é partir logo para aquela solução que você está adiando, mas no fundo sabe que é o que vai resolver de vez os seus problemas.

Com a maquininha da PagueVeloz, seus clientes podem parcelar a compra em até 12 vezes. E você pode optar em receber o seu dinheiro à vista, assim que a transação for aprovada na maquininha.

Além dessa vantagem, você tem acesso a um simulador da venda à prazo com juros. O que vai permitir que você saiba exatamente o quanto que vai receber.

E aí, ficou alguma dúvida sobre como parar de vender fiado na oficina? Se quiser saber mais, fale agora com um de nossos especialistas ou deixe o seu comentário abaixo!

 

Conta digital para oficinas

Tagged under: