Como criar autoridade de mercado na sua oficina mecânica?

Autor: Atendimento
autoridade oficina

Já ouviu falar em autoridade de mercado? Pois saiba que isso pode ajudar a oficina a atrair mais clientes e, consequentemente, vender mais. No artigo a seguir, descubra dicas bem legais para tornar sua oficina uma autoridade aí na região.

Ter uma oficina que seja autoridade naquilo que faz é uma conquista e tanto! Isso vai trazer boas recomendações, gerar novos negócios, ampliar as vendas e, claro, trazer mais lucros. Mas o que é preciso ser feito para que isso aconteça? É isso que vamos descobrir!

O que é autoridade de mercado?

Autoridade de mercado nada mais é do que o reconhecimento que seus clientes, fornecedores e demais parceiros do seu negócio. Quanto maior a autoridade, melhor é o reconhecimento por parte dessas pessoas. Em outras palavras, significa que seu negócio é bem visto e, por uma série de fatores, é tido como diferenciado dos demais.

Essa autoridade na oficina gera algo positivo?

Ter uma oficina que possui essa autoridade é positivo sob vários aspectos, mas o principal deles é que, entre você e seu concorrente, você sempre será lembrado primeiro. Isso aumentará suas chances de fechar a venda e realizar o serviço em questão.

A autoridade também traz responsabilidades, pois, uma vez que sua empresa se torna reconhecida como “a que tem credibilidade num determinado assunto”, ela passa a ser referência para as demais, inclusive ditando tendências para alguns produtos e serviços.

Como construir isso na minha oficina?

Não é tão simples chegar a esse patamar de negócio. Mas também não é impossível. A seguir, confira as dicas de tudo aquilo que pode ser feito dentro da oficina para que ela seja percebida pelos demais como sendo uma referência de mercado.

Os 4 fatores críticos

Autoridade na oficina se constrói, basicamente, debaixo de: 1) bons relacionamentos, 2) atendimento de qualidade, 3) produção de conteúdo e 4) oferta de produtos/serviços.

Relacionamento

Trabalhar para criar bons relacionamentos entre a sua empresa e as pessoas é o primeiro passo para construir autoridade de mercado. E isso tem a ver com o famoso boca a boca, que tem poder tanto para “destruir” uma reputação, quanto para fazer uma boa imagem.

Quanto melhor você se relaciona, maiores são as chances de ser recomendado. E o contrário também acontece: se a sua empresa não se relaciona bem, não é recomendada!

  • Consumidores – Seus consumidores, ou seja, as pessoas que buscam seus serviços, são essenciais para que seu negócio dê certo. Uma forma de melhorar o relacionamento com eles é sendo transparente e honesto em tudo: orçamento, diagnóstico do problema, tempo que levará o conserto, etc. O cliente precisa da verdade, e quanto mais sincero você for com ele, melhor será visto.
  • Fornecedores – Os fornecedores também são uma importante fonte de recomendações (positivas ou não). Tratá-lo com cordialidade vai criar nele uma empatia natural não só por você, mas pela oficina, que passará a ser elogiada!
  • Vizinhança – Por incrível que pareça, mesmo que a “vizinhança” em si não seja sua clientela, é importante manter bons relacionamentos com ela. Pode ser que o “Seu José” e a “Dona Lúcia, vizinhos de parede com a sua loja, nunca busquem seu serviço, mas eles podem te indicar a outras pessoas. Nesse caso, um sorriso de bom dia não trará uma venda, mas poderá gerar excelentes recomendações!

Atendimento de qualidade

Fazendo um gancho com o tópico anterior, o atendimento de qualidade não apenas causa uma boa impressão, mas ajuda a fortalecer laços, seja com os consumidores, os fornecedores, etc. Mas engana-se quem acredita que o atendimento se resume aos aspectos da fala ou do contato visual. Ele vai além disso.

Um bom exemplo é a forma como você organiza sua oficina.Enquanto ambientes desorganizados geram sensação de desconforto, locais organizados passam segurança. Intuitivamente, o cliente pensa: se cuida bem da oficina, vai cuidar bem do meu carro.

E num ramo em que, ainda, muitas oficinas insistem em trabalhar só com o à vista, diversificar formas de pagamento é outro fator que vai gerar maior percepção de qualidade.

Produção de conteúdo

Conteúdo é toda e qualquer informação que você divide com seu público. Pode ser um vídeo simples, feito com o celular mesmo (isso passa ideia de proximidade), ou um pequeno texto compartilhado nas redes sociais da sua oficina. Quanto mais originais forem esses conteúdos, maior será a sua credibilidade perante seu público. Postagens com dicas sobre problemas no carro ou conselhos para conservá-lo costumam ter bons engajamentos.

Mas nem todo mundo tem tempo para criar conteúdo original e relevante. Se este for o seu caso, talvez uma solução seja compartilhar materiais de sites como o Blog da Oficina.

Oferta de produtos/serviços

Independentemente do que você tenha feito acima, caso entregue um serviço abaixo daquilo que o cliente espera, dificilmente vai conseguir firmar-se como autoridade de mercado. E a razão disso é simples: serviços prestados de maneira desleixada acabam gerando retrabalho e, por consequência, frustrando o freguês – que tem que retornar à oficina para fazer, mais uma vez, algo que poderia ter sido resolvido na primeira vez.

Tagged under: